A Gestão do Conhecimento (GC) como papel estratégico para a área de Gestão de Pessoas nas organizações

  • Ângela Ribeiro de Souza FATEC Barueri
  • Daniela Auzineide da Silva Macedo FATEC Barueri
  • Queren Fernandes Dias FATEC Barueri
  • Sueli Maria de Oliveira FATEC Barueri
  • Márcio André Ferreira Pereira FATEC Barueri
Palavras-chave: Gestão do Conhecimento, Estratégia, Capital Intelectual

Resumo

Esta pesquisa tem como propósito a conceituação, discussão e aplicabilidade da gestão do conhecimento incorporada a aprendizagem corporativa para alcance da reestruturação estratégica.  Como gerir o conhecimento intraorganizacional pode influenciar ou mesmo direcionar todo o ciclo de relacionamento e desenvolvimento profissional.  Expressando como a GC representa uma ideia principal, organizando o aprendizado com o intuito de manter o desenvolvimento contínuo em busca de ampliação das vantagens competitivas, por intermédio de decisões mais assertivas. Ao mundo do trabalho tange a organização das necessidades corporativas devidamente alocadas ao desenvolvimento, para então  e posterior implementação, monitoramento e avaliação de seus resultados. E esta formação profissional pautada na gestão do aprendizado, deve ser cada vez mais ampliada, para discussão sobre  o impacto estratégico e resultados que a mesma incorporará  a organização.

Biografia do Autor

Ângela Ribeiro de Souza, FATEC Barueri

Discente do Curso Superior de Tecnologia de Gestão de Recursos Humanos da FATEC Barueri

Daniela Auzineide da Silva Macedo, FATEC Barueri

Discente do Curso Superior de Tecnologia de Gestão de Recursos Humanos da FATEC Barueri

Queren Fernandes Dias, FATEC Barueri

Discente do Curso Superior de Tecnologia de Gestão de Recursos Humanos da FATEC Barueri

Sueli Maria de Oliveira, FATEC Barueri

Discente do Curso Superior de Tecnologia de Gestão de Recursos Humanos da FATEC Barueri

Márcio André Ferreira Pereira, FATEC Barueri

Professor de Ensino Superior da FATEC Barueri

Referências

BATISTA, T. da S. A. O papel da cultura e do clima organizacional na gestão do conhecimento: o caso de uma organização intensiva do conhecimento. 2018. Tese de Doutorado. Disponível em: https <https://recipp.ipp.pt/bitstream/10400.22/13082/1/Disserta%C3%A7%C3%A3o_Telma_30102018_vers%C3%A3o_final.pdf> Acesso em: 18 de ago. de 2021.

CHIAVENATO, I.; MATOS, F. G. Visão e ação estratégica. São Paulo: Prentice Hall, 2001.

DAVENPORT, T.; PRUSAK, L. Conhecimento empresarial. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

FERREIRA, J. M.. A Gestão do conhecimento nas organizações, Disponível em: <https://www.academia.edu/10808311/GEST%C3%83O_DO_CONHECIMENTO_NAS_ORGANIZA%C3%87%C3%95ES?bulkDownload=thisPaper-topRelated-sameAuthor-citingThis-citedByThis-secondOrderCitations&from=cover_page> Acesso em: 31 ago. 2021

FIALHO, F. A. P. Gestão estratégica do conhecimento. Apostila do Curso, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, UFSC, Florianópolis, 2001.

FRANCINI, W. S. A gestão do conhecimento: conectando estratégia e valor para a empresa. RAE eletrônica, v. 1, p. 1-16, 2002. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/raeel/a/t7RbrfkNdTVsdcJW3sQrNWr/abstract/?lang=pt&format=html> Acesso em: 11 ago. de 2021.

FUKUNAGA, F. Cultura organizacional como fator de influência no ciclo de gestão do conhecimento. 2015. 153 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em https://tede2.pucsp.br/handle/handle/1140. Acesso em: 23 de Ago. 2021.

GARVIN, D. A. Building a Learning Organization. Harvard Business Review, Boston, July/August 1993.

GIL, A. C. Gestão de Pessoas: Enfoque nos papéis profissionais. 1. Ed. São Paulo: Atlas, 2014. 312 p.

INAZAWA, F. K. O papel da cultura organizacional e da aprendizagem para o sucesso da gestão do conhecimento. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 14, p. 206-220, 2009. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/pci/a/6Zdbj93bsP7ytD6B74t7hbD/?format=pdf&lang=pt> Acesso em: 18 ago. de 2021.

JASKULSKI, L. O que é gestão de conhecimento? Disponível em: <https://pulpo.work/gestao-de-conhecimento/>. Acesso em: 30 mai. 2021.

KELLER, E.; DE AGUIAR, M. A. F. Análise crítica teórica da evolução do conceito de clima organizacional. Revista Terra & Cultura: Cadernos de Ensino e Pesquisa, v. 20, n. 39, p. 91-113, 2020. Disponível em: <http://periodicos.unifil.br/index.php/Revistateste/article/view/1314> Acesso em: 18 ago. de 2021.

LOPES, M. Balanço de Ideias. Edição Especial da Revista Exame, ed. 766, maio 2002

MARQUES, F. H. Gestão do conhecimento: incorporação na fusão organizacional. Boletim do Gerenciamento, v. 5, n. 5, p. 19-29, 2019. Disponível em: Acesso em: 18 ago. de 2021.

PINA, P. J. A . Os benefícios da gestão do conhecimento nas organizações. 2010. Dissertação. ISCTEIUL.

RACHEL, L. A.; SALOMÃO, A. H. M. Cultura e clima organizacional como estratégias de impacto no desempenho. Juiz de Fora/MG, 2011. Disponível em: <http://machadosobrinho.com.br/revista_online/publicacao/artigos/Artigo04REMS4.pdf >Acesso em: 26 ago. 2021

SAITO, A. Gestão do conhecimento: como fazer? Disponível em: http://www.sbgc.org.br/blog/gestao-do-conhecimento-como-fazer3723430 Acesso em: 28 ago. 2021

SOCIEDADE BRASILEIRA DE GESTÃO DO CONHECIMENTO – SBGC. Conceito de Gestão do Conhecimento. São Paulo. 2013. Disponível em: http://www.sbgc.org.br/gestatildeo-do-conhecimento.html > Acesso em: 28 ago. 2021.

TAKEUCHI, H.; NONAKA, I.; Gestão do Conhecimento. Tradução Ana Thorell. Porto Alegre: Bookman, 2008. 320 p.

TERRA, J. C. C. Gestão do Conhecimento: o Grande Desafio Empresarial. Rio de Janeiro: Negócio, 2000.

Publicado
2022-06-27
Seção
Artigos